ads

Igreja Judaizante Recosturando o Veu

O movimento Judaizante tem crescido em varias igrejas. 

Por Marcinho Alves

Heresia idolatria crentes judaizantes nas igrejas evagelicas
Idolatria e elementos do judaísmo inseridos nos cultos cristãos
Desde a igreja primitiva os apóstolos no Concilio de Jerusalém condenavam imposições judaizantes. O termo Judaizante no NT referir aos cristãos hebreus que requeriam que os cristãos gentios seguissem leis mosaicas ou retornar ao judaísmo. A em nosso meio um novo grupo de Judaizantes que, são cristãos e buscam costumes, doutrinas e práticas do Judaísmo para serem inseridas em suas igrejas.  

Mesmo com o sacrifico de Jesus a perseguição, lutas, morte dos apóstolos e todos os mártires do evangelho e da Reforma Protestante, parece ser insignificante para diversos líderes cristãos evangélicos do Brasil, retrocedem nas práticas do Judaísmo e veneração a Israel. Voltar ou resgatar a lei seria como "recosturar o véu" e negar Cristo e, a obra de redenção de Jesus. Ora foi para combater as heresias judaizantes que Paulo escreveu aos gálatas e, mostrou àqueles irmãos que voltar as práticas e aos cerimoniais da Lei era cair da graça (Gl 5:1-10). 

Somos Cristãos, brasileiros, protestantes, evangélicos e crentes em Jesus Cristo. O Judeu é membro das tribos Judá de um Israelita, ou convertidos ao Judaísmo. Eles rejeitaram e não creem em Jesus como messias. Jesus um homem, era judeu por nascimento, não fundou nenhuma religião. JESUS a divindade celestial não faz parte de nenhuma etnia ou nacionalidade deste mundo. Os judeus rejeitaram, conspiraram e o condenaram à morte na cruz.

 Alguns líderes das igreja evangélicas no Brasil, são os judaizantes modernos nos dias de hoje, implantam os costumes do judaísmo em suas igrejas. Ensinam seus membros com base na Lei de Moises a fazer dieta “kosher”, a guardar o sábado, observar as festas judaicas ler o Tora. Músicas e danças foram inseridas cultos etc. Durante a pregação se vestem como rabinos, fazem o uso do “Kipá” e um boné redondo sobre a cabeça “Talit” acessório religioso em forma de xale usado como uma cobertura sobre a cabeça e ou ombros. Os cantores e músico intitulam-se como “Levitas do Senhor” uns tocam de costas para a congregação. Compositores ambiciosos reforçam esse movimento herético com letras e músicas, com palavras em hebraico. Crentes são induzidos a chamar Jesus de yeshua hamashia Deus de yahweh. O candelabro “Menorah” sobre a messa da Santa ceia, a “Arca da Aliança”, Shofar tem sua estada reverenciada e outros utensílios do tabernáculo são ostentados nos cultos e considerados objetos “sagrados”. Há igrejas onde as pessoas são impedidas adentrar ao templo calçadas pois, segundo ensinam, irão pisar em terra santa. Em nome do amor a Israel a bandeira da nação é colocada na igreja. Será que um árabe desejoso por conhecer Cristo entraria nesta igreja? 

Por causa desse fetichismo com a terra santa, alguns crentes fortalecem o comercio de empresário mercenários e pastores corruptos, lucram com vendas de pacotes turístico a Israel, promovem re-batismo no Jordão, crentes fazem orações no muro das lamentações e etc. Muitos crentes fazem compras de vestimentas e outros produtos, como se fosse sagrado, compram em países árabes de religião muçulmana, Leste Europeu ou Palestina. A uma grande procura por produtos de Israel acreditam ter poderes e sobrenaturais: perfumes, essência e óleo de Israel, água do Jordão, folha das oliveira do monte, folha de sarça, areia e outros. E todas outras espécies de quinquilharia sub-religiosa.  

Os Fariseus e Saduceus do século XXI, são os líderes de igrejas denominadas evangélicas que cedem ao modismo, vaidosos, místicos, cheios do poder e “acima da média” se fantasiam de religiosos judeus, decoram suas sinagogas com objetos, alegorias e adereços de Israel para dar ênfase as suas doutrinas e heresias. Nada disso o faz especial, melhor ou maior que os demais Pastores. Jo3:30. O cálculo é, subtrair dos templos e de si mesmo o excessos paganismo a falsa espiritualidade. Despir-se da idolatria, religiosidade.

O líder que permite ou autoriza práticas judaizantes na igreja seria como trocar o perfeito pelo provisório e igualar-se aos que invalidam a cruz de Cristo (1Co 1.17). Portanto os objetos do tabernáculo são sem valor e sem poder.  No cristianismo as pessoas são santas e não os objetos, a circuncisão, as dietas, os sacrifícios de animais são insignificantes nada disso pode de salvar o pecador. “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus (Ef 2:08)”.

“O Apóstolo Paulo pergunta: Aquele, pois, que vos concede a Espírito e que opera milagres entre vós, porventura, o faz pelas obras da lei ou pela pregação da fé? (Gl 3:5). Ele mesmo responde: Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se Ele próprio maldição em nosso lugar (Gl 3:13a). A nossa glória está na cruz de Cristo e não nas cerimônias judaicas (Gl 6:14)”. Reconcilie com Jesus. Que Deus nos abençoe e nos livre desta prática.


Obs: O proposito deste post não é promover o anti-semitismo. Não somos contra o povo Judeu e sua religião, respeitamos sua liberdade de culto, sua cultura, luta e historia etc. Somos cristãos protestantes e não aceitantes, não nos calaremos nem cruzaremos os braços diante da heresias impostas por lideres religiosos.
Heresia


heresia









heresia

heresia




Seita judaizante Quadrangular e a Adoração à Arca da Aliança!


Templo de Salomão - Entrada triunfal da Arca da Aliança (Igreja Universal)

Igreja Judaizante Recosturando o Veu Igreja Judaizante Recosturando o Veu Reviewed by Marcinho Alves on 02:46:00 Rating: 5

Um comentário:

  1. Marcinho tudo que vc falou aqui é verdade. Tem muita igreja pensando que pra sentir a presença de Deus tem que ir no monte Sinai, tem que visitar o tumulo onde Jesus foi sepultado, que é só com o com o som shofar que o Espírito Santo vem.. e o título já resume tudo. O véu já foi rasgado, não precisamos mais apresentar holocaustos para obter o perdão. A Paz do Senhor!

    ResponderExcluir

Contribua com o blog deixe seu comentário é muito importante para nos!

Tecnologia do Blogger.